sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Enfim 2014!


Oi pessoas,

Enfim estamos no ano de 2014...
Esse ano prometi nao criar falsas expectativas e nao me prometer nada, simplesmente "pegarei o que vier".
Nao è um modo negativo de pensar, mas è um modo de aceitar que a Italia vai sempre de mal a pior, e eu esperar que minha vida mude (digo somente e exclusivamente sobre a falta de trabalho) sò mesmo em forma de milagre (e nòs acreditamos que eles possam sim acontecer, amém?).
O ano começou, e o ano que ficou para traz terminou e enato eu vim aqui contar para voces o que aconteceu nos ultimos dias do ano de 2013.


Como eu jà havia contado pra voces, Natal seria na casa da sogra, e como todos os anos foi bem sem gracinha. A unica diferença è que eu tinha meu marido do lado, entao tudo o que pudesse acontecer nao tiraria a minha felicidade.
Passei os dois dias antes do Natal preparando o menu (temperando carnes, fazendo os recheios da torta etc), e no dia 24 sò assei o frango, o tender e montei a torta.
Descemos pra casa da sogra  e comemos o antepasto (feito por ela) e dois "primi piatti" (sopa de cappelletti - como diz o Allan: "Que tristeza!" - e lasagna melequenta - sim, pq minha sogra faz o molho branco sempre mega liquido e as camadas da lasagna escorregam e fica muitoooo nojenta), os "secondi piatti" (feitos por mim):  frango muito bem adornado com frutas tropicais, e o tender bolinha com cravo e mel que tb tava lindao, quiche de cebola e salada.
Eis que na hora de servir os meus pratos, minha sogra se levanta da mesa e diz: "- Nao quero comer mais nada!" - pegando o Ipad e se jogando no sofà, coisa que uma garotinha de 5 anos (exemplo: minhas sobrinhas mega educadas) jamais faria!
Me senti uma merda droga com tanta falta de consideraçao. Ai foi uma avalanche: levantou a filha, levantou o filho e ficamos eu e meu sogro na mesa sozinhos comendo as carnes que eu tinha preparado.

Terminada a janta (nao comemos o doce), fomos abrir os presentes e là pra meia noite comemos a torta que eu fiz, e minha sogra como sempre sutil na sua educaçao, começou a "ruminar" o primeiro pedaço da torta como se estivesse sendo envenenada.
Meu sogro comeu TRES pedaços de torta, que por sinal estava deliciosa, e depois passamos toda a noite a jogar baralho (eu, maridon, sogro e minha cunhada - pois a sogra como sempre, estava com a cara enfiada no pc).

Fomos pra casa, no dia seguinte fomos almoçar novamente com eles, e depois jantamos denovo na casa deles, devido a quantidade de comida que sobrou. Depois disso nao voltamos mais là.

Ai chegou Ano Novo... um casal de amigos (Lili e Cris - que atualmente vivem em um veleiro dando a volta ao mundo) veio pra nossa casa, e com outro casal fomos para um jantar de final de ano. Nosso restaurante favorito: um self service oriental estilo rodizio: paga € 16.00 e come atè explodir. Ficamos nesse restaurante atè 23:30hr e depois partimos para o Centro Historico de Arezzo, onde dançamos atè meia noite.

Pela primeira vez posso dizer que me diverti em um ano novo por aqui. Tinha musica no meio da praça e muita gente dançando e se divertindo de maneira saudavel. Meia noite soltaram pouquissimos fogos (pra quem estava acostumada com ano novo de Copacabana - loucura loucura loucura) e acenderam lanternas japonesas... uma forma lindissima de comemorar a chegada de um ano novo.
Dançamos um pouquinho, abrimos nosso espumante e fomos pra casa.


 




No dia seguinte (01/01), fizemos uma trilha bem bacana, em companhia da Lili e do Cris, a montanha do Pratomagno (que è em cima da minha casa). Foi uma delicia... levamos sanduiches e vinho e foi uma caminhada perfeita. Voltamos pra casa, fizemos um churrasquinho almoço / janta as 17hrs e nossos amigos foram embora.
Agora estou aqui na espera de um contato do cliente do Massimo para a proxima viagem, que deve ser no dia 06/01, e ai a vida volta ao normal: eu sozinha com a Bichinha, aulas de pilates, distribuiçao de curriculos (dessa vez ou vai ou racha) e sessoes de estetica como modelo-cobaia de uma amiga (que està fazendo curso de estètica, mas conto pra voces sobre isso depois)...
E enquanto isso estou curtindo meu maridim!

Deixo a voces meu desejo sincero de que 2014 seja um ano maravilhoso para todos nòs e algumas fotos de tudo o que eu falei (com excessao do Natal).











 


5 comentários:

  1. Nossa, Ana que legal! Fico muito feliz em saber que vc se divertiu no Ano Novo. O meu Natal também foi sem gracinha (como geralmente é). Mas o Ano Novo compensou tudo, posso dizer que foi um dos melhores da minha vida. Estava muito feliz! =D Desejo que o seu Ano Novo chegue cheio de surpresas boas e realização de sonhos. Um abração enorme!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obg Lari! Sabe que ainda nao vi o video de vcs... Mas vou la assistir assim que tiver uma folguinha... Fico feliz que vc tenha se divertido tb!
      Um beijo e um 2014 promissor e abençoado para todas nós!

      Excluir
  2. Carol tb to na luta na distribuicao de curriculos.tava ate pensando em te contar isso mas penseii esses dias ela deve ta aproveitando ainda o maridao.hehe olha n podemos deixar de confiar em deus..eu li um texto essa semana q lembrei de ti..eu vou procurar p te mandar..me ajudou muito nessa questao do emoemprego. .bjao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos conversar qq hora dessas!!! :) Beijooo

      Excluir
  3. Oie Carol, só agora lendo, Enfim 2014.
    Ai como eu gostaria de comer aquele franguinho e o tender, e saborear as outras comidinhas que deveriam estar deliciosas. Meu Natal também muito sem graça, só não foi mais porque estou com o Gianfranco e isto me deixa feliz, porque temos um ao outro. Ano Novo saímos e fomos passar com uns amigos. Bom que vc se divertiu e curtiu um pouco a chegada de 2014 com seu marido , amigos e o mais importante era que você estava feliz. Que 2014 haja mudanças melhor para a Italia e que o seu esperado emprego "arrive". Super beijo, e adorei as fotos.

    ResponderExcluir

Obrigada por expressar a sua opiniao!