quarta-feira, 23 de abril de 2014

O primeiro amor a gente nao esquece...

Recebi uma mensagem no Facebook de que hoje era aniversario do meu primeiro namoradinho.
Escrevi para ele desejando felicidades e comecei a olhar um pouco das fotos dele.

Ja aconteceu com voces de: ter uma historia de amor com alguem, as coisas nao darem certo, cada um seguir a sua estrada, novos amores, e ainda assim voce se sentir parte dela?

Genteeee pelo amor de Deus, eu nao estou dizendo DE MODO ALGUM de que eu seja apaixonada por essa pessoa... eu amo meu marido e nao me vejo amando nenhuma outra pessoa, sò que... o Pepe, foi alguem muito especial para mim.

Eu tinha 14-15 anos na epoca, e ele 19. Namoramos por um ano, e depois fui separada dele pelos meus pais porque, alem de ser super novinha (e ter um pai mto rigoroso), fui expulsa da minha escola (hein?) e me transferiram para outra escola bem longe.
No inicio ele ia me ver na escola nova, mas alguma coisa tinha se processado em mim, e eu nao entendia porque, mas eu nao sentia mais o mesmo amor.

Eu nunca consegui identificar se essa mudança tinha a ver com o medo que eu tinha de que meus pais descobrissem que ele ainda fazia parte da minha vida, e por essa razao, certamente, abri mao do meu primeiro grande amor.

O Pepe foi meu primeiro amor correspondido, meu primeiro grande amigo e o meu primeiro homem.
No inicio, ele lutou muito por mim... e eu aprecio tanto o fato dele nao ter aceitado estar longe de mim. Todas as semanas recebia cartas e cartas dele... e como eu chorava lendo cada uma delas por tantos anos, e estou certa de que se as lesse hoje, choraria ainda (inclusive eu acho que em uma das idas do Massimo na casa dos meus pais - e eu estava aqui na Italia ja - ele descobriu essas cartas em algum lugar escondido do meu quarto e sumiu com todas elas!).

Na epoca, eu tinha uma amiga em comum com o Pepe, que ficava de leva e tras das nossas cartas, pois era o nosso unico meio de comunicaçao.
Os anos se passaram... a vida seguiu, e um belo dia no orkut (eu ja deveria ter uns 22 anos) recebi uma mensagem dessa minha amiga dizendo:

"Encontrei o Pepe e ele me disse que nunca te esqueceu, mas que ele deu o lugar ao seu amor no dia em que ele segurou pela primeira vez o filho dele!"
Ou seja... ele casou, mas estava dizendo que nunca tinha amado outra pessoa da mesma forma que ele tinha me amado. (Forte isso nao?)

Bom, um belo dia, minha empresa disse que me mandaria para Amazonia, e que eu deveria me vacinar contra a Febre Amarela. Fui com meu pai no Posto de Saude perto de casa, e adivinhem? Depois de longos 10 anos e depois de um final nao muito feliz (me sinto um pouco Julieta qdo penso a esse menino) reencontrei o Pepe. Dei um oi muito timido, tomei minha vacina e fui embora.

Quando cheguei em casa, tinha uma mensagem dele no meu "Orkut". Conversamos algumas vezes, nao vou negar que me balançou, mas se para mim tinha terminado quando eu tinha 16 anos, imagine 10 anos depois?

Ah... e sabem aquelas conversinhas de namoradinhos de: "qdo tivermos um filho..."? Pois bem, naquela epoca eu dizia um determinado nome, e acreditem se quiser, ele colocou aquele nome no filho dele! E nao falo de um nome normal como Felipe! Falo de algo esquisito tipo TEOBALDO!!! (Desculpe algum Teobaldo que esteja lendo esse post!). Ao menos minha amiga me falou isso naquela epoca.

Bom... hoje escrevi pro Pepe! Simples palavras de aniversario:

"Parabens P.!!! Muitas e muitas felicidades p vc! De coraçao. Bjs"

Mas qual felicidade eu estava realmente desejando a ele? Entao fui espiar pela primeira vez em 18 anos o que ele tinha feito da vida dele (juro que nunca tinha visto o Face dele! Nao me interessava!).
Uma esposa bonita, dois filhos bem grandes ja, e muito amigos.

E fiquei muito feliz por ele, acho que por isso que escrevi no final da mensagem a expressao: DE CORACAO!


De coraçao porque me sinto em debito de nao ter amado ele do jeito que ele merecia, na mesma proporçao que ele me amava, e com a mesma convicçao que fez com que ele lutasse por mim por anos e anos.

Nao sinto mais amor pelo Pepe, mas hoje, olhando aquelas fotos, senti saudades... nao saudade romantica,  mas saudades da linda epoca que vivi e que ninguem poderà apagar, porque ele farà sempre parte da minha historia!!!

Eramos garotos... 14 anos, quem sabe alguma coisa sobre o amor???


Hoje ele completa 36 anos! Quanto tempo... quanta estrada... quantos amores... quanta vida!



PS.: Se vc me ler Pepe... saiba que aquele Vinil do Kid Abelha sempre me lembrarà voce.




4 comentários:

  1. Eu também tive um grande amor, meu primeiro amor, quando tinha 13 anos (ainda mais precoce que vc!), mas ele me deixou e eu sofri muito, muito mesmo! Eu entrei numa depressão incrível e em 1 ano engordei 22 quilos! Passei anos da minha vida preso a esse menino, que destruiu meu coração, não pq ele quisesse, mas pq éramos imaturos, insensatos.
    Ele casou, teve dois filhos, eu também casei e hoje vejo que não tinha que ser mesmo, temos vidas e projetos tão diferentes, mas ainda assim, como você tenho um carinho muito grande por essa pessoa que na época foi meu melhor amigo e também guardo um saudosismo gostoso e saudável.

    Me arrependo um pouco de ter queimado todas as cartas dele e não ter nenhum registro da época :(

    ResponderExcluir
  2. Ai menina eu me apaixonava era pelos namorados de minhas tias hihihi,mas è verdade o primeiro nuca se esquece,chorei muito por amor mas agora sei que eu era muito novinha quando isso acontecia,fiz a maramelada peguei a receita no you tube,um perfume maravilhoso tem que passar 15 dias antes de comer ela.coloquei a foto dos vidrinhos no blog.um beijo minha linda.

    ResponderExcluir
  3. que lindo esse post ana!!emocionei...eu ja acho que meu primeiro amor correspondido foi mesmo meu marido...nao sinto saudade nenhuma.rsrsr mas lendo seu post fiquei viajando!!! beijo

    ResponderExcluir
  4. É bonito a gente relembrar de pessoas que foram importantes pra nós! Ainda mais tendo uma história de amor no meio. Como você disse é coisa do passado e lá ficou, mas a lembrança do sentimento, sabe-se o quanto intenso foi! Que bom que hoje todo mundo está feliz e seguindo seu caminho. Bjs

    ResponderExcluir

Obrigada por expressar a sua opiniao!