quarta-feira, 14 de maio de 2014

E quando nao sabemos de onde pertencemos...

Quando cheguei na Italia, achava sempre defeito em tudo, sempre comparava todas as coisas, e ai de quem falasse do Brasil!!!
Nao via a hora de que chegasse o final do ano pra voltar pra casa... a minha casa...o meu país.

Ano passado eu nao fui ao Brasil. Quem le o Blog desde a epoca do Bichinha sabe que eu fiz a cirurgia da Miopia, e por uma questao de escolha (minha) nao achava justo gastar tanto dimdim.
Ai esse ano eu prometi que voltaria ao Brasil durante o "inverno" ( se é que no Rio tem inverno) porém  decidi fazer o curso de Pizzaiolo ( que termina no fim de Junho) e em Setembro começa o curso de Chef Gastronomico ( e dura um ano!). Entao vcs entenderam que nao vai dar denovo para eu ir ao Brasil ne?

Mas, pensando com meus botoes, e repensando toda a vez que minha mae me pergunta qdo volto, cheguei a conclusao de que, ao mesmo tempo que tenho meus empenhos e gastos , também tenho estado muito confusa se realmente quero ir ao Brasil. Voces estao me seguindo?

O tempo vai passando, e vamos aprendendo a chamar o país o qual escolhemos viver de "nosso"! Minha casa é aqui, minha vida é aqui, minha rotina, meus "nao" amigos, sei lá, me sinto presa a esse lugar de tal modo que nao tenho tido vontade de voltar ao Rio!

Estranho isso ne?
Estranho quando nao nos sentimos mais parte do lugar de onde viemos.
A ultima vez que fui ao Brasil achei confuso demais, populoso demais, sujo demais, violento demais, mal educado demais... Diferente demais de mim...
Isso me colocou em crise um desses dias.

É quase uma vontade de "nao querer ir", mas a minha familia está lá poxa! E é claro que eu quero ver eles!
Já pensei em trazer minha mae tb pra passar alguns dias comigo, mas acho que na mesma proporcao que seria uma experiencia incrivel para ela, seria uma injustiça muito grande com o resto da minha familia que nao me ve ha 2 anos! Voces me entendem?

Ando taooo aflita por isso...
Quero minha maeeeeeee, mas tambem quero me recolocar no mercado o qual escolhi para mim, e isso inclui sacrificios.

Tem tanta gente que fica 3-5 anos sem ir ver a familia... Eu nao conseguiria!
Nao conseguiria pq quero abraçar minha mae, comer o feijao dela e conversar por horas deitadas na minha cama vendo filmes antigos... Quero minhas sobrinhas fofas, que já começaram a perder os dentes e eu nem estava lá pra ver elas banguelas, quero a minha irmaaaaaaaaaaaa!!!

Enfim... quero tudo isso sem ter que me mover daqui, quero me mover daqui para ter tudo isso, mas tenho meus compromissos! Oh vidaaaaa!



2 comentários:

  1. Carol, eu te entendo tanto que nem consigo opinar. O único que te digo é que nao perca de aproveitar esses momentos preciosos com as pessoas que você ama porque por mais que carreira seja importante, nao supera nossa família. Acho que acabei opinando, nao é? Mas é que a vida passa tao rapido que sempre penso no dia em que eu nao pider estar com meus amados, quero poder saber que fiz tudo por eles.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Paulinha, vc está certissima! :)
      Qto ao curso, é super importante, pois dele depende meu futuro profissional ( nova profissao que estou abraçando), mas vamos ver se consigo resolver essa situaçao! Estou morta de saudades de casa. :)
      Bjs

      Excluir

Obrigada por expressar a sua opiniao!